segunda-feira, 29 de março de 2010

Sem medo de florescer

Sem  medo de florescer
Vou me enraizar e plantar minha semente
apesar do vento gélido de indiferenças.
Sombras negras sussurram que estou
invadindo espaços ...
Energias sombrias acusam-me de não
conhecer qual é o meu lugar ...
Palavras ferinas em tons macios suscitam
que não tenho direito à felicidade.
Mas não estou transgredindo nada!
Este mundo é de Deus e intruso
é quem não ama!
Usurpador é quem quer felicidades
e realizações só pra si.
Liberto-me de preconceitos e floresçer!

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Sempre bom!Libertar-se de preconceitos...e florescer!! = ]

    ResponderExcluir